Letra, Musica, Portuguesa, Marco Rodrigues, Tempo, Diogo Piçarra, Musica Portuguesa, Letras, Letras de musicas; balada, Fados, Fadista, Letras de Canções
Marco Rodrigues – O Tempo (Letra)
22 Dezembro, 2018
Buba Espinho, Quem sabe um dia, Fados, Fadista Alentejano, Fado, Alentejo, Letras, Musica, Portuguesas, Alentejanos, Tradicional, Canções, Musicas Populares, populares
Buba Espinho – Quem sabe um dia (letra,fado)
1 Janeiro, 2019
+
É facil fazer, Dá pouco trabalho, Açorda Alentejana, Alentejo, Letras, Musica, Portuguesas, Açorda, Tradicional, Canções, Musicas Populares, populares

Açorda de Coentros e Alhos

Letra

Alhos, coentros e sal
Também se faz com poejo
Esse prato que afinal
É do no nosso Alentejo
Depois do alhos pisados
E com a água a ferver
Corta-se o pão aos bocados
Está pronto, vamos comer
É fácil fazer
Dá pouco trabalho
É água a ferver
Coentros e alho
Coentros e alho
E água a ferver
Dá pouco trabalho
E é fácil fazer
Com o panito bem duro
E a rabano a acompanhar
O azeite bom e puro
Não há melhor paladar
Açorda de bacalhau
Com azeitonas pisadas
Também não é nada mau
Com umas sardinhas assadas
É fácil fazer
Dá pouco trabalho
É água a ferver
Coentros e alho
Coentros e alho
E água a ferver
Dá pouco trabalho
E é fácil fazer
Lembro-me quando era moço
Antes de ir para o trabalho
O meu pequeno almoço
Uma boa açorda de alho
Já minha avó me dizia
A força que a açorda dá
Comia a todos os dias
E dez filhos estão cá”
É fácil fazer
Dá pouco trabalho
É água a ferver
Coentros e alho
Coentros e alho
E água a ferver
Dá pouco trabalho
E é fácil fazer

(popular: Alentejo)