Grupo Danças e Cantares Perre, Viana do Castelo, Folclore minhoto, Musica, Minho, Portugal, ranchos folclóricos, Ranchos Minho, Ranchos Minhotos, Ranchos Folclóricos do Minho, Grupos Folclóricos da Região de Minho e Alto Minho, Danças e Cantares, Norte, Portugal, tradições das regiões, musicas populares e tradicionais
Grupo Danças e Cantares de Perre
29 Dezembro, 2013
Grupo Folclórico da Casa do Povo da Camacha, Ranchos da Ilha da Madeira, Folclore Madeirense, Ranchos, Portugal, Ranchos Folclóricos, Portugueses, Camacha
Grupo Folclórico da Casa do Povo da Camacha
28 Dezembro, 2013
+

Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo

Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo, Viana do Castelo, Grupos Folclóricos e Etnográficos, Ranchos Minho, Ranchos Minhotos, Ranchos Folclóricos , Minho, Grupos Folclóricos, Minho, Alto Minho, contactos

O Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo foi fundado em 28 de Maio de 1940, na freguesia de Santa Marta de Portuzelo, concelho de Viana do Castelo, no Norte de Portugal. Fez a sua primeira atuação, em público, na cidade de Guimarães, nas Comemorações do Terceiro Centenário da Restauração da Independência de Portugal.
Realizou diversas digressões a Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Holanda, Bélgica, Itália, Senegal, Finlândia, Brasil, Suécia, Dinamarca, Canadá, Estados Unidos da América, Principado do Mónaco e Coreia do Sul.
Apresenta-se com os seguintes trajes: Traje de Noivos, Mordoma, Lavradeira, Lavradores ricos, Domingar, Pifano, Feira e de Trabalho.
A tocata é constituída por instrumentos tradicionais, tais como: concertinas, cavaquinhos, ferrinhos e violas.
O seu repertório é composto por danças de Romaria, de Terreiro e Fins de Trabalho Agrícolas. São os Viras, as Chulas e as Rusgas.
É Instituição de Utilidade Pública, filiado no Inatel, foi membro fundador da Federação do Folclore Português e da Associação dos Grupos Folclóricos do Alto Minho.(in)

O Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo foi fundado em 28 de Maio de 1940 na freguesia de Portuzelo, no concelho de Viana do Castelo, no Norte de Portugal.

Fez a sua primeira actuação em público na cidade de Guimarães, durante o terceiro centenário da Restauração da Independência. Desde então, tem sido solicitado para participar em diversos festivais e romarias, quer em Portugal, quer no estrangeiro.

Este foi o primeiro Grupo Folclórico a estar presente no estrangeiro, a maior parte das vezes em representação oficial. Fez diversas digressões a Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Holanda, Bélgica, Itália, Senegal, Finlândia, Brasil, Suécia, Dinamarca, Canadá, Estados Unidos da América e Coreia do Sul.

É considerado Instituição de Utilidade Pública e está filiado no INATEL (CCD nº 3275). Foi membro fundador da Federação do Folclore Português e da Associação dos Grupos Folclóricos do Alto Minho. É membro associado do CIOFF.

O Grupo é normalmente constituído por 50 elementos: 30 mulheres e 20 homens. Os membros do grupo demonstram grande preocupação em recolher, preservar, e divulgar os usos e costumes dos seus antepassados.(in)

Tel: 258830060

Facebook do Rancho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.