Delicada da cintura
27 Novembro, 2016
António Mourão – Sapateia
27 Novembro, 2016
+

Bela Aurora, lá no mato,
Não tem medo, dorme só
Ai, Bela Aurora, lá no mato,
Não tem medo, dorme só

Ai, a Bela Aurora no mato  [bis]
Ai, no mato, e dizem que não tem medo  [bis]
Ai, faz a acama e dorme só  [bis]
Ai, dorme só debaixo do arvoredo  [bis]

Bela Aurora, lá no mato,
Não tem medo, dorme só
Ai, Bela Aurora, lá no mato,
Não tem medo, dorme só

A Bela Aurora quando nasce  [bis]
Ai, quando nasce diz ao sol que está contente  [bis]
E passa o dia a trabalhar  [bis]
E à noite diz um adeus de repente  [bis]

Bela Aurora, lá no mato,
Não tem medo, dorme só
Ai, Bela Aurora, lá no mato,
Não tem medo, dorme só

Ai, Bela Aurora, se te atreves  [bis]
Ai, se te atreves a prender quem anda ausente  [bis]
Ai, toma lá o meu cabelo  [bis]
O meu cabelo faze dele uma corrente  [bis]

Bela Aurora, lá no mato,
Não tem medo, dorme só
Ai, Bela Aurora, lá no mato,
Não tem medo, dorme só

link para a canção ” A bela aurora” Grupo Folclórico do Salão – Faial Açores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *