Festivais verão 2008
24 Junho, 2008
Patrícia Vasconcelos edita primeiro álbum
30 Junho, 2008
+

Ana Moura no Coliseu

Ana Moura no Coliseu, Estreia poderosa de Ana Moura no Coliseu de Lisboa, intérprete fora-de-série, musical, fados, cantigas, merecida ovação de pé, 2008

Para além do Fado

 

Estreia poderosa de Ana Moura no Coliseu de Lisboa, e a prova de uma intérprete fora-de-série e cada vez mais abrangente, a nível musical e de público conquistado. Houve surpresas, grandes cantigas, e merecida ovação de pé.
Ana Moura, fadista no seu âmago, quase intérprete a fugir para a pop ocasionalmente (elogio!). Esta é música de tradição portuguesa, de respeito enorme pelos clássicos, mas com uma sede de contemporaneidade francamente meritória.

Não por acaso a divergência etária da plateia do Coliseu dos Recreios. Com efeito, Ana Moura tem a capacidade de seduzir gentes dos 8 aos 80, sendo «Para Além da Saudade», o último trabalho, o responsável maior por tal feito.

Por entre participações especiais (Beatriz da Conceição, Maria da Fé e o mentor Jorge Fernando) e uma banda de excepção (magnífico José Manuel Neto na guitarra portuguesa!), Ana Moura desfilou repertório de próprio e de outrem – começou inclusive com o marcante «Lavava no rio lavava».

Pelo caminho, ousou dar o microfone a Jorge Fernando e acompanhá-lo, surpresa, à viola. As mudas de vestido foram várias, mas algo não mudou ao longo da noite: Ana Moura é a intérprete que mais sensualidade traz ao Fado nos dias de hoje. Maravilha.

In Diario Digital 27 de Junho de 2008

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *