Mariza, Marisa, Fadista Mariza, Artistas, banda, contactos, Musica Portuguesa, Espectáculos, musica ao vivo, Mariza, Fado, Musicas, musica portuguesa, fadistas
Mariza
18 Dezembro, 2017
Conjuntos, Musica Popular, Cantigas na Eira, contactos de grupos musicais, Contactos do Cantigas na Eira, Contactos de Artistas Portugueses, Espectáculo, Musica Típica, Grupos Musicais, espectáculos, Arraiais, Conjuntos, Musica Popular, Musica Tradicional
Cantigas na Eira
17 Dezembro, 2017

A artista

Raquel Tavares

Raquel Tavares nasceu em 11 de janeiro de 1985 em Lisboa.
O seu nome ganhou uma notoriedade nacional no fado pela primeira vez em 1997, ano em que, com 12 anos, venceu na Grande Noite do Fado, iniciativa da Casa da Imprensa.
Em 2004, regista-se a estreia no cinema com Raquel a desempenhar um pequeno papel de fadista, no filme de Mário Barroso denominado O Milagre Segundo Salomé.
Ainda antes de de lançar o seu álbum homónimo foi a “atracção nacional” na revista do ano de 2005 “Arre Potter que é demais!”, no Parque Mayer, mais concretamente no Teatro Maria Vitória.
O seu álbum Raquel Tavares chegaria ao mercado, em 2006, pela editora Movieplay Portuguesa. Na produção esteve Jorge Fernando, que também tocou viola. Acompanham ainda a fadista Custódio Castelo na guitarra portuguesa, Diogo Clemente na viola e Filipe Larsen na viola baixo.
A fadista Raquel Tavares no Muziekcentrum Vredenburg, em Utrecht, na Holanda (2008).
Ainda em 2006 Raquel Tavares recebeu o “Prémio Amália Rodrigues” para “Revelação Feminina”, da Fundação Amália Rodrigues. Já em 2007 seria a vez da Casa da Imprensa lhe atribuir o “Prémio Revelação”.
Na primavera de 2008, também pela editora discográfica Movieplay, saiu Bairro, o álbum de estúdio seguinte produzido por Diogo Clemente que também toca viola de fado. Este trabalho inclui ainda um DVD com realização de Aurélio Vasques e Ana Rocha de Sousa.
Temas de Raquel Tavares surgem em diversas compilações, como “Manjerico”, presente na secção “Hoje” de Fado: Sempre! Ontem, Hoje e Amanhã = Always! Yesterday, Today and Tomorrow, da iPlay, de 2008, ou “Meditando Eu a Vi”, tema de 2004 do álbum Fado Sentido de João Pedro que seria incluído em Novo Fado da editora Difference, em 2006.
A fadista foi uma das vozes escolhidas para participar na homenagem a Adriano Correia de Oliveira, no CD e DVD da Movieplay, Adriano, Aqui e Agora : O Tributo, de 2007, interpretando “Cantar Para Um Pastor”, com arranjo de Diogo Clemente, tendo ainda participado noutro tributo no mesmo ano, neste caso no documentário de João Pedro Moreira Não me Obriguem a Vir para a Rua Gritar : Tributo a Zeca Afonso, da SubFilmes.
A fadista Raquel Tavares no Muziekcentrum Vredenburg, em Utrecht, na Holanda (2008).
Raquel Tavares passou por várias casas de fados (“Café Luso”, “Senhor Vinho”, “Arcadas do Faia”, “Adega Mesquita”, “Adega Machado”), sendo em 2009 uma presença regular na Casa de Linhares “Bacalhau De Molho”, onde se podiam também encontrar nomes como Celeste Rodrigues, Maria da Nazaré, Ana Moura, Jorge Fernando, Manuel Bastos, Maria do Carmo ou Vânia Duarte.
Por esta altura, as actuações de Raquel estendem-se além fronteiras, com visitas registadas a vários países e cidades como Paris, Roma, Madrid e até a Santiago do Chile.
Raquel Tavares participou no documentário O Fado da Bia (2012), realizado por Diogo Varela Silva, tendo com figura central a Beatriz da Conceição.
Em 2016 foi lançado Raquel, um álbum que contou com participações especiais de Rui Massena, Carlão, Rui Veloso e de António Serrano.
A dança é algo que também cativa a fadista que participou na terceira edição do programa televisivo Dança Comigo, versão portuguesa de Strictly Comes Dancing, ficando em 2.º lugar mas tomando o lugar europeu que no ano anterior pertencera à apresentadora Sónia Araújo. Na sequência Raquel Tavares e o dançarino profissional João Tiago formaram o par que representou Portugal na segunda edição do Festival Eurovisão da Dança, a 6 de Setembro de 2008, em Glasgow, Escócia, Reino Unido, que contou com a participação de 15 países, tendo ficado na 8.ª posição com 61 pontos.
Raquel Tavares voltaria a mostrar os seus dotes de dançarina na televisão em 2013, desta vez no programa Dança com as Estrelas na TVI.
Biografia e Discografia in Wikipedia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *