Musica Portuguesa

contactos conjuntos contactos artistas
 
 
 
 
Churrasqueiras e Fornos
 
Recuperadores de Calor e Salamandras
 
Turismo em Portugal
 
Fabricante de Churrasqueiras e Fornos
 
Combustiveis mais baratos

Contacto de Conjuntos, Banda Jovisom, Grupo Musical, bandas de baile, grupos musicais, zona de leiria e coimbra Mundo Novo Contactos do Grupo Musical, zona de aveiro Grupos de Baile da zona centro, Grupos Musicais para baile, musica de baile, zona norte Grupos de Baile, Bandas de baile, bandas, conjuntos para baile, conjuntos musicais do norte
Mundo Novo Banda Celtas - Bailes Banda Prata Latina
       
Grupos de baile baratos, grupos musicais, castelo branco grupos de baile, zona, centro, norte, trios musica portuguesa, Artistas de Musica Popular com bailarinas musica pimba Banda Nova Onda - Bandas da Zona Centro, Lisboa, musica pimba, baile
Anabela e as Top Girls Grupo Axn Cantora Suzy Banda Nova Onda
       
Croquete o palhaço cantor Grupos musicais, Bandas de Baile, Conjuntos Contactos directos, grupos musicais, grupos de baile, zona norte, zona centro, interior Desgarradas, Concertinas, cantigas ao dasafio, grupos de musica popular, grupos de concertinas
Palhaço / Cantor Croquete Banda Oriente Grupo Toc' & Foge Tiago N. e Paulo Fragoso
       
grupos musica popular, santos populares, marchas, Grupos de Musica Popular Portuguesa contacto Augusto Canário, Concertinas, cantares ao dasafio, Canário, Canarinho, Artistas, Cantores, musica popular, espectaculos, contactos de artistas Banda de baile, zona de coimbra, guarda, aveiro, porto, viseu Grupo de Musica Portuguesa, Musica de baile, musica pimba, Musica de Baile, Grupos musicais, Musica Portuguesa, contacto Marante, Artistas, Cantores, musica popular, espectaculos, contactos de artistas
Grupo Cantigas na Eira Canário e Amigos Grupo bandazona Diapasão / Marante
       

Grupos Musicais

Banda de Tributo aos anos 80, espectáculo de tributo aos anos 80, musica dos anos 80, Concertos, Musica ao Vivo, covers, coimbra Banda de baile, zona de coimbra, guarda, aveiro, porto, viseu bandas do porto, grupos do norte, musica de baile Grupos de Baile, zona centro, grupos musicais, Grupo de Baile, viseu, guarda, aveiro, coimbra
Tributo aos Anos 80 Banda PK 7 Gondomar Band Banda MH5
       
Fadistas - fados ao Piano e não só Grupo Musical Mendes Musica - Contactos Agrupamento Bandalusa, Grupo de Musica Portuguesa, Musica de baile, musica pimba Duos, Trios, organistas, teclistas, grupos musicais, grupos de musica, musica popular, festas, musicos
Fados ao Piano Grupo Mendes Música BandaLusa Big Banda
       
Artistas, Cantores, musica popular, espectaculos, contactos de artistas Artistas, Cantores, musica popular, espectaculos, contactos de artistas Artistas, Cantores, musica popular, espectaculos, contactos de artistas Espectaculo da artista Jéssica - Contacto Directo
Ruth Marlene Toy Joana Jéssica
       
Grupos de Baile, zona centro, grupos musicais, Grupo de Baile, viseu, guarda, aveiro, coimbra Teclista e Vocalista Saul Ricardo, artista saul, saul ricardo, espectaculos do saul, bacalhau quer alho
contactos, Duos, Trios, organistas, teclistas, grupos musicais, grupos de musica, musica popular, festes, musicos
Grupo Musical Nota 3  Anabela Beirão Artista Saul c/ bailarinas
       
Grupos de Baile
Grupo de Baile da zona centro Grupos musicais, grupos de baile, musica de baile, musica portuguesa, musica popular, Musica Portuguesa de Bailes Desgarradas, Concertinas, cantigas ao dasafio, grupos de musica popular, grupos de concertinas Musicas, Concertinas, desgarradas, festas, Artistas, Cantores, musica popular, espectaculos, contactos de artistas
Grupo Ivason Raizes do Minho Minhotos Marotos
       
 
Leo & Leandro - Dupla brasileira
FANAN - Teclista / Vocalista
Quinzinho de Portugal Duo Thema 1
Quinzinho de Portugal Duo Musical Thema 1
       
Banda Stop - Bandas de Baile - Contactos Banda M'Diba - M Diba - MDiba - Contactos Acordeonista Vergilio Pereira
Leandro
Banda Stop M' Diba Duo Vergilio Pereira
       
Antonio Zambujo José Malhoa Herman José - Espectaculos - Contactos
Antonio Zambujo Os Azeitonas José Malhoa Herman José
 
Cantor Portugues, Joao Pedro Pais, Contactos do Artista, musica portuguesa Adelaide Ferreira
Artistas, Cantores, musica popular, espectaculos, contactos de artistas
Grupo de concertinas Os 4 Mens
João Pedro Pais Adelaide Ferreira 4 Mens e sua banda
       

Artistas

Tony Carreira Artista Cathy - Tayti, artista da musica portuguesa, cantoras, musica popular, espectaculos de musica David Carreira Quim Barreiros - Cantor Popular, Minho, Acordeão, Acordeonista, Desgarradas, Contactos
Tony Carreira Cathy David Carreira Quim Barreiros
       
Ana Malhoa Teclista e Vocalista Sincopa Paulo Gonzo Xutos e Pontapes
Ana Malhoa Teclista Síncopa Paulo Gonzo Xutos
       
solidariedade, portugal, video, turismo, Futebol, Família, monumentos, castelos, visitar, natureza, noticias, tv
 
  espectáculos     musicos     ranchos     grupos     conjuntos     artistas     tunas     fadistas     contactos     videos     cantores     musicas     popular     bailes     organistas  
 
 

D8: Novo Single "Definição"
31/07/2014

 

Com 16 anos D8, é a promessa mais nova no mundo do Rap português. 

Em 2013 fez uma aposta com um amigo que ia concorrer ao Factor-X que ia às audições e que seria eliminado na pré-selecção. O que começou numa aposta deu uma volta tão inesperada que o percurso do D8 durou até à Gala Final do Factor-X sempre apoiado por um público que torceu pelo D8 até ao fim. 

Não ganhou o Factor-X mas hoje diz que o sonho que sempre teve e que nunca achou que fosse acontecer se está a realizar. Hoje escreve músicas sobre tudo o que se passa à sua volta e agradece às pessoas que o apoiaram com toda a garra até hoje. 

“Definição” é o single de apresentação do disco de estreia que sairá no final do ano. (in Sony PT )


 

Carlos do Carmo é o primeiro português a conquistar um Grammy
1/07/2014

 

A Latin Recording Academy anunciou hoje ter agraciado o cantor de "Um Homem na Cidade" com o Prémio à Excelência Musical - "Lifetime Achievement" no original em inglês -, uma distinção única que pretende celebrar a carreira de um artista. Carlos do Carmo tornou-se o primeiro português a ganhar um Grammy e logo numa das categorias mais consideradas, o "Lifetime Achievement", entregue apenas aos artistas pelo conjunto da obra que produziram ao longo da sua carreira e não devido ao êxito que lograram com determinada canção ou álbum. O fadista português foi ontem informado pelo próprio presidente da Latin Recording Academy, Gabriel Abaroa Jr., que havia vencido o Grammy, tornando-se assim no primeiro português a conquistar um galardão que também já foi entregue a Frank Sinatra, Ella Fitzgerald, Elvis Presley, Miles Davis, Bob Dylan, Billie Holiday, James Brown, Tom Jobim, David Bowie, Leonard Cohen, Johnny Cash ou, já este ano, Kraftwerk, Ney Matogrosso e Los Lobos. O Grammy é considerado o maior e mais prestigiado prémio da indústria discográfica, estando previsto que o troféu seja entregue a Carlos do Carmo no próximo dia 19 de novembro deste ano, no Hollywood Theater da MGM, em Las Vegas, Estados Unidos da América. Nesse mesmo mês estreará em Portugal um filme documental sobre a vida e a obra de Carlos do Carmo realizado por Ivan Dias. Neste momento, e até ao final do ano, estará patente na Cordoaria Nacional, em Lisboa, a exposição "Carlos do Carmo 50 Anos" cuja inauguração sucedeu depois do lançamento do álbum "Fado É Amor", também ele publicado em jeito de celebração do 50º aniversário da sua carreira e onde contou com a colaboração de Mariza, Ana Moura, Carminho, Camané e Aldina Duarte entre outros fadistas das mais recentes gerações. Aos 74 anos de idade, Carlos do Carmo chega assim ao ponto mais alto da sua carreira. Filho de Alfredo de Almeida, que veio a ser proprietário da casa de fados O Faia, situada no Bairro Alto, e de Lucília do Carmo, uma das mais distintas fadistas do século XX, de quem viria a adotar o apelido, Carlos do Carmo nasceu em Lisboa a 21 de dezembro de 1939 onde ainda hoje vive. (...)
Ler mais: Expreso online

 

Os artistas nacionais a ter em atenção em 2014
11/01/2014

São jovens e talentosos, todos eles músicos com um objetivo comum: seguir um sonho de infância com sucesso. Fomos ao encontro de 8 artistas nacionais que considerámos ter tudo para dar certo no mundo da música, porque 'quem acredita, sempre alcança!'.

Conteúdo produzido por alunos da cadeira de Comunicação Digital do curso de Comunicação Social e Cultural da Universidade Católica Portuguesa, ao abrigo do protocolo entre a Universidade e o MSN Portugal. Este artigo foi produzido por Francisca Gigante, Francisco Troufa Real, Inês Eugénio de Almeida, Maria do Carmo Robles Machado, Mariana Cruz Ferreira, Patrícia Sampaio Nunes e Sara Malato.

++++++++++++++

Os Capitão Fausto eram inicialmente um grupo de amigos, sem qualquer experiência em música antes de se tornarem uma banda. Começaram a “aprender do zero” e a tocar juntos em algumas bandas. Capitão Fausto foi a última e começou por volta de 2010, mas apenas em Novembro de 2011 lançaram o seu primeiro disco. Foi a partir dessa altura que as coisas ficaram mais sérias, pois já tocavam em concertos e tinham um álbum à venda e como o próprio baixista dos Capitão Fausto, Domingos Coimbra afirma “é simples, somos um grupo de amigos que começou a tocar”.

Para Domingos, os concertos são o ponto alto da banda, que tocaram não só pelo país inteiro mas também em festivais como o Optimus Alive, Super Bock Super Rock e Paredes de Coura. Domingos afirma ainda que sente que “há pessoas que sabem quem somos e têm vindo a crescer, conseguimos chegar a mais pessoas do que estávamos à espera”. Domingos conta que acredita que o seu último álbum Gazela, foi bem recebido o que é bastante muito positivo para a banda.Em 2014 os seus objetivos passam por lançar o novo álbum, “Pesar o Sol” que sai já em Janeiro, continuar a dar concertos pelo país e compor mais álbuns, que como o próprio baixista afirma “se tudo correr bem seria um por ano!”.

Quando questionamos acerca dos seus sonhos, Domingos responde brincando que seria fazer uma “digressão pelo Sistema Solar”, enfatizando que nem o céu é o limite para este grupo de amigos.

++++++++++++++

Os D.A.M.A começaram há alguns anos por intermédio de Miguel Coimbra e de Kasha, que “juntaram a sua paixão pela música e pela escrita à sua amizade” e decidiram criar uma banda em conjunto, na altura com um elemento feminino, que, uns anos mais tarde, abandonou o projeto e deu a entrada de Miguel Cristovinho já conhecido da banda de alguns concertos e músicas.

Relativamente ao que já alcançaram, Miguel Cristovinho revela que “é difícil de definir, para nós tudo o que tem acontecido, tem sido um reconhecer do nosso trabalho por parte de quem nos ouve, e isso deixa-nos muito felizes”. Desde os seus concertos que começaram em garagens, que depois passaram para festivais como o Sudoeste TMN, à associação com a atual agência (Glam), têm sido passos que tiveram muito orgulho em dar, sem nunca se esquecerem do que os move é a paixão pela música.

Quanto aos objetivos para 2014, os D.A.M.A pretendem lançar novas músicas, de forma a mostrar quem realmente são “através da nossa música e acima de tudo a proporcionar bons momentos de vida às pessoas”Relativamente aos seus sonhos, querem crescer como músicos e chegar o mais longe possível no grande palco que é a música portuguesa.

+++++++++++++++++

Francisca Costa Gomes começou em 2009, depois de concorrer ao concurso Ídolos com apenas 17 anos de idade. Apesar de não ter passado da primeira fase do programa da SIC, começou a ser convidada a cantar em bares, restaurante e discotecas. Um ano depois entrou na Operação Triunfo, ficou nos primeiros 30 classificados onde percebeu que “cantar em concursos não era o melhor para mim, não controlo o ‘stress’ e a voz não me sai mesmo quando canto a correr!”, a cantora revela.

Desde aí começou a cantar em vários locais de Portugal, desenvolveu músicas originais compostas e escritas por si, e espera lançar um CD em breve. Conta que em 2013 esteve “mais afastada da música por causa da faculdade e por motivos pessoais”.

No entanto, em 2014, espera retomar os seus concertos, escrever mais músicas e acabar o seu CD, já que para Francisca “estar em cima dum palco é a minha sensação, espero que em 2014 volte a cantar”.

+++++++++++++++++

Filipe Pinto começou a tocar e cantar desde pequeno com ensinamentos do pai na guitarra e mais tarde com a formação de banda. Filipe é conhecido pelo público por ter entrado e vencido a terceira edição do concurso Ídolos da SIC. Ruma a Londres, em 2010, para usufruir do prémio, um curso de seis meses na London Music School.

Até agora Filipe, realça que já alcançou alguns feitos na sua vida como a sua Licenciatura em Engenharia Florestal e quando ganhou o prémio MTV Best Portuguese Act em 2013. Para 2014 deseja compor mais canções, como o “Planeta Limpo do Filipe Pinto”.

Relativamente aos seus sonhos, Filipe confessa que deseja “ligar cada vez mais a música ao ambiente e desenvolver outros trabalhos na área do turismo, na agronomia e floresta”. Sabe mais sobre o trabalho de Filipe através do seu canal de YouTube.

+++++++++++++++++

Jaime Santiago Pinto começou a apreciar verdadeiramente a música com 14 anos. Conta que “foi numa festa de natal no colégio na altura e foi a partir de aí que entendi que adorava fazer e tocar música!”. Jaime já tocava guitarra desde os 10 anos, embora tenha feito uma curta paragem por um ano quando estava no 6º ano mas, como o afirma, voltou com ainda mais força no 7º ano. O seu talento começou por ser um simples 'hobby' e como revela, nunca pensou que fosse para levar a sério como hoje pensa.

O artista já lançou dois EP’s realizados ambos há três anos. Explica Jaime que um EP consiste num disco com músicas gravadas pelos membros da banda, sendo que pode ser com músicas originais ou ainda com covers; um deles gravado com a sua banda de rock. Participou em alguns concertos que lhe deram uma experiência muito importante na área musical e que o vão ajudar certamente nos seus projetos no futuro.

Os seus desejos para este ano 2014 passam por gravar o novo EP, que já está a ser preparado para a gravação em estúdio, concretizar novos projetos ligados às suas influências que são o Folk-Rock/Acústico, o Jazz, o Blues e, finalmente, “dar muito mais concertos para a divulgação do meu trabalho enquanto artista”. (...)

+++++++++++++++++

João Mendonza, mais conhecido por Jajão, começou a tocar piano com 11 anos. Entrou mais tarde no conservatório e foram, a partir de aí, 7 anos sem parar, conta. Em 2010, foi convidado pelo Carlos Barreto Xavier para formar os Radiophone, projeto onde é o vocalista e terminou o curso de canto lírico no ano passado.

Jajão sente que até agora alcançou 'uma experiência musical” que a sua idade considera “muito madura”, sendo, portanto, “fruto do trabalho com os Radiophone, visto que todos os restantes membros são profissionais na música há vários anos, com centenas de concertos dados e variadíssimas produções', conta. Este artista aprendeu com o tempo a trabalhar como “performer” e comunicador, sendo esse o seu papel em palco enquanto vocalista. Desde 2012 até agora, esteve a gravar o álbum de estreia, “Wonder Woman” e acima de tudo aprendeu e viveu 'uma produção de raiz desde o processo de composição à mistura final de cada tema'.

No que diz respeito ao seu principal objetivo para este ano, deseja lançar o álbum e mostrá-lo ao público juntamente com os seus concertos, 'queremos acima de tudo mostrar a nossa sintonia musical e demonstrar que neste país há muita qualidade', acrescenta.

Este jovem é ambicioso, mas também é muito terra-a-terra. Sonha, como qualquer artista, 'tocar para milhares de pessoas, em grandes festivais, e estar nos cartazes com as melhores bandas do mundo”. Até lá, tem a perfeita consciência de que há muito trabalho pela frente, e revela ainda que 'há que mostrar o nosso trabalho e criar fãs, dar o tudo por tudo e manter sempre a seriedade no que fazemos e acima de tudo preservar o que considero o mais importante, o amor que tenho pela música'.

++++++++++++++++++

A banda dos jovens The Zenibar Aliens começou há dois anos, inicialmente com o Carl (vocalista e pianista) e o Martim (guitarrista) que costumavam tocar blues em casa do Carl. O Filipe, irmão do Carl, actual guitarrista, juntou-se e criaram durante uns meses uma banda que se chamava 'The Black Compressors'. Depois o Diogo Braga juntou-se na bateria, e ai começaram os The Zenibar Aliens. Mais recentemente, juntou-se o João Pereira que é o baixista ao vivo.

O ano de 2013 foi bastante preenchido, gravaram pela primeira vez num estúdio profissional (Namouche em Benfica), apareceram no novo disco dos novos talentos da Fnac, receberam um apoio da marca de skate e surf shopBana, foram tocar a vários locais como o Festival Optimus Alive e Baía de Cascais e começaram a planear o seu primeiro álbum.

Em 2014 querem 'lançar o primeiro álbum, subir na indústria da música e ir tocar para o estrangeiro'. O sonho principal destes artistas é de ser 'uma banda mundialmente conhecida, fazer uma tour mundial e divertirmo-nos a fazer o que fazemos'.

Veja videos da banda aqui no YouTube

+++++++++++++++++++

Thomas Anahory, apaixonado pela música, formou juntamente com um amigo do secundário a sua primeira banda; os 'Go!', 'bem ao jeito da adolescência da altura, erámos influenciados por bandas como Sublime, Blink 182, Xutos & Pontapés e Dispatch', conta. Passado uns anos a aventura dos 'Go!' teve que terminar porque nunca tinham considerado fazer da banda uma carreira profissional. Porém, Thomas manteve-se sempre do lado da música porque, como explica, sentia falta do palco. Hoje faz música por passatempo e por profissão. Tem atualmente dois discos lançados, mas melhor que isso, afirma Thomas, 'é ter conseguido nunca me afastar da música” já que esta o “liga intimamente onde num país como Portugal, sozinho, é muito difícil singrar'.

Este músico ganhou, mais do que fama e vendas de discos, 'aquilo que por tanto ansiava, de simples bares de amigos para palcos de festivais'. Thomas admite que o reconhecimento do público é algo gratificante, 'é muito bom sentir o carinho das pessoas, sobretudo aquelas que não me conhecem, sentir a empatia que têm por mim e gostarem das minhas músicas'. Também ganhou um mediatismo do qual não estava à espera porque 'como eu temia, a minha música rapidamente se associou à minha história de vida que era algo que sempre tive medo e até talvez vergonha de falar. Foi uma guerra psicológica muito grande comigo mesmo e com o conselho de muitos e bons amigos deixei a vergonha de parte e contei a minha história também' conta. Este artista não só é extremamente talentoso como corajoso, e teve assim uma empatia ainda maior da parte do público.



in entretenimento.pt.msn.com/

LEONOR SEIXAS + D.A.M.A na Rádio Comercial
11/01/2014

A actriz veio visitar os Primos Nuno Markl e Vasco Palmeirim a poucos dias de regressar a Los Angeles onde vive há alguns anos. Entre neste filme cheio de propostas decentes, outras nem tanto mas sempre com respeito e beijinhos. Na música, conheça os D.A.M.A., um novo grupo português, que quer dizer "Deixa-me aclarar-te a mente amigo".


in Radio Comercial

Carminho faz Caetano Veloso chorar
18/06/2013

Músico brasileiro assistiu a concerto de fadista portuguesa no Brasil e endereça-lhe os maiores elogios.
Depois de ter elogiado o talento de António Zambujo, contribuindo para a popularidade do cantor português no Brasil, Caetano Veloso escreveu uma crónica emocionada sobre a atuação de Carminho numa cerimónia de entrega de prémios.

Neste texto, publicado no jornal brasileiro O Globo , a lenda da Música Popular Brasileira expõe que, além de numerosas outras prestações na gala, "tivemos Carminho, prefaciada pela discrição mesoatlântica de António Zambujo, levando o sabiá de Tom Jobim e Chico Buarque ao lugar alto que lhe é de direito na história da língua portuguesa ".

"Foi uma noite de vários aplausos de pé. Mas o que saudou o evento Carminho/"Sabiá" dizia coisas de que as mesmas pessoas que se levantavam não tinham tempo de conscientizar-se. Carminho é a mais nova e a mais bela floração desse renascimento do fado entre jovens portugueses que já faz agora mais de década. Ouvi-la cantar essa canção de exílio brasileira com voz de quem mal atravessou o oceano para vir aqui nos ensinar tanto, foi de fazer chorar ", pode ler-se neste link.

"A plateia se levantou crendo ser levada a isso pela exuberância vocal e musical da jovem cantora. Seria um aplauso entusiástico diante de uma interpretação virtuosística. Justo. Mas era claro que havia mais. Muito mais. As pessoas repassaram (era perceptível), num instante, a história da canção (que lutou com o tempo para ser devidamente amada), a história do Brasil, a história da nossa língua. A voz e a pronúncia de Zambujo eram mesoatlânticas. O canto de Carminho era purissimamente lusitano ".

"Mas o acontecimento Carminho cantando assim nosso passarinho (nos dois gêneros: "uma sabiá" e "o meu sabiá", como o dicionarismo de Tom conversou com o de Chico, trazendo de volta minhas lembranças de uso do nome da ave, em minha Santo Amaro natal, tanto no masculino quanto no feminino) era, no auge do arrebatamento das notas altas com arabescos ibéricos, a consolidação desse mesoatlântico que busco e que Zambujo anunciou. Não seria preciso conscientizar-se de tudo isso para vivenciar o todo da experiência: cada pessoa que foi arrebatada pelo momento desse breve milagre sabia, em sua carne, que todas essas implicações estavam em jogo ".

Tendo atuado com frequência no Brasil, Carminho gravou já uma versão de "Carolina", de Chico Buarque, com o próprio autor, canção que seria incluída na edição brasileira do álbum Alma .


Ler mais no BLITZ

29 Abril 2013
Espectáculo: Ricardo Afonso Revelação no Reino Unido

O cantor português passou à fase seguinte da versão britânica do programa "The Voice". No casting às cegas foi escolhido por Danny O"Donoghue e Tom Jones, mas ficou na equipa do primeiro.

A atuação de Ricardo Afonso conquistou os quatro jurados do programa (Danny O"Donoghue, Tom Jones, Jessie J. e will.i.am, dos Black Eyed Peas) e passou à fase seguinte.
O concorrente fez a prova do casting às cegas (em que os jurados só avaliam a prestação vocal, não conseguindo ver a imagem do concorrente) e foi escolhido pelo vocalista dos The Scipt e pelo veterano Tom Jones. Ambos o queriam ter na sua equipa, mas o cantor português optou por ser apadrinhado pelo primeiro.
(in DN)

 
6 Fevereiro 2013
Vinte anos depois haverá novo Portugal ao Vivo, agora no Restelo

Em 1993, o Estádio de Alvalade acolheu 45 mil pessoas para celebrar nomes de destaque da música portuguesa.
O momento será celebrado com novo concerto, em Julho


Recentemente assistimos ao regresso dos Resistência, já depois de os Sétima Legião terem reiniciado a sua vida em palco. São dois dos nomes que encontramos no alinhamento do novo Portugal Ao Vivo, que reúne veteranos a figuras mais recentes da música nacional. Há vinte anos, em plena euforia de concertos de estádio no país, o de Alvalade acolheu uma celebração alargada das figuras de então da música portuguesa. Numa tarde quente, a de 26 de Julho de 1993, Xutos & Pontapés, Delfins, Resistência, Sétima Legião, Sitiados e Madredeus levaram 45 mil pessoas ao antigo estádio do Sporting Clube de Portugal. Passadas duas décadas, a data será celebrada em novo local, o estádio do Restelo, dividida por dois dias de concertos. Dia 21 de Junho, nomes que não conhecíamos ainda em 1993: The Gift, Pedro Abrunhosa e Miguel Araújo. Dia 22, os velhos conhecidos, repetentes da primeira edição, Xutos & Pontapés, Resistência e Sétima Legião, estes últimos regressados recentemente à actividade. Os bilhetes estão a venda nos locais habituais, ao preço de 30€ (um dia) e 45€ (dois dias).
(+)
 
28 Maio 2012
Rock in Rio-Lisboa: Palco Sunset, um laboratório musical para finais de tarde

É ponto de encontro de artistas e sonoridades díspares, centro de várias colaborações e faz o aquecimento para a noite na Cidade do Rock. Falamos do Palco Sunset, pois claro, que na edição de 2012 do Rock in Rio-Lisboa acolheu já diversos nomes portugueses e brasileiros.

Duas bandas de Braga no mesmo palco (no caso, Mão Morta e Mundo Cão, com uma perninha de Valter Hugo Mãe)? Ramp com eletrónica (ou, dizendo de outra forma, Teratron com metal)? Rita Redshoes enleante como nunca a vimos (cortesia de Moreno Veloso)? Xutos e Titãs, dois dinossauros do rock, em amena cavaqueira? Sim, é possível e fez parte da programação do Palco Sunset no fim de semana passado. Estivemos por lá e conversámos com alguns dos artistas.
Depois da parceria no Rock in Rio no Rio de Janeiro, os Xutos e Pontapés e Titãs voltaram a encontrar-se, agora no Rock in Rio-Lisboa 2012, para mais um dos concertos mais disputados do Palco Sunset. "O nosso encontro superou o do Brasil", garantiram.
Tiveram a seu cargo o aquecimento do Palco Sunset no sábado passado e, através de um abraço entre a indie pop e a MPB, Rita Redshoes e Moreno Veloso surpreenderam e foram supreendidos. "Dizem que os brasileiros são muito abertos e alegres, mas os portugueses não decepcionaram não", contou-nos o filho de Caetano Veloso.
Os Ramp e os Teratron também subiram ao Palco Sunset subiram na sexta-feira, mas na sexta-feira, 25 de maio. Aqui, as duas bandas tentaram mostrar que ainda há espaço para fazer coisas novas e que é preciso não ter medo de arriscar.
Mão Morta e Mário Laginha abriram o Sunset na edição deste ano do evento. Em entrevista ao SAPO, os artistas falaram do desafio de, em pouco tempo, integrar duas bandas numa só. Estiveram perto do caos, mas saíram do palco satisfeitos com o resultado.
(+)
 
11 Maio 2012
Pianista e compositor Bernardo Sassetti morreu aos 41 anos

O pianista e compositor Bernardo Sassetti morreu na sequência da queda de uma falésia, informou o pianista Mário Laginha.
Segundo fonte próxima da família, o músico de 41 anos terá morrido acidentalmente quando fazia fotografia, na zona de Cascais, nos arredores de Lisboa. O corpo de Bernardo Sassetti foi encontrado quinta-feira pela Polícia Marítima na zona do Abano, no Guincho. Segundo o jornal «Expresso» apurou, não existiam elementos suficientes para identificar o corpo, que foi conduzido para a morgue do Cemitério da Guia, em Cascais, onde deverá ser autopsiado até amanhã. A família terá identificado o corpo hoje, ao princípio da tarde.
Considerado um dos mais criativos pianistas da sua geração, Bernardo Sassetti nasceu em Lisboa a 24 de junho de 1970. Bisneto de Sidónio Pais, era casado com a atriz Beatriz Batarda, com quem tinha duas filhas. Começou a estudar piano aos nove anos, tem formação clássica, mas foi no jazz que fez caminho, influenciado por Bill Evans e Keith Jarrett. (+)
 
 
Siga-nos   Musica Portuguesa no Facebook Musica Portuguesa no YouTube
Musica Portuguesa na Televisao, Videos, Musicas
A música portuguesa tem sofrido várias influências ao longo dos tempos, umas naturais outras mais voluntárias.
A musica portuguesa deriva, como a nossa cultura da tradição musica de Roma trazida para a península Ibérica pelos romanos e também mais tarde pelos árabes e outros povos africanos e também a partir da época dos descobrimentos sofreu influencias sul americanas e de algumas regiões da Ásia.
A história da música de Portugal pode ser dividida em diferentes épocas. Idade Média, Renascimento, Barroco, Clássico, Romântico e era Moderna. Este site dedica-se essencialmente e esta última.
Um dos destaques tinha de ser dado ao Fado, “a canção nacional”, que em conjunto com alguma variantes que foram sendo introduzidas no panorama musical da actualidade vive de uma grande riqueza e diversidade que poderá ser bastante enriquecedora. Excluído as opiniões mais conservadoras, que devem respeitar e ser respeitadas.
Talvez possa ser teimosia ou visão curta mas neste site há espaço essencialmente para quem canta em português.
Sobre o Fado (que poderá querer dizer sorte, saudade, sina, destino) muito há para dizer. Diz-se que nasceu em Lisboa a música dos pobres da cidade. Eram canções tipicamente interpretadas por cantoras resignadas com a tristeza, solidão e pobreza, mas que mantinham a sua dignidade. Muitos afirmam que o fado tem origens muito mais antigas, de volta do século XV, quando as mulheres choravam por seus maridos que iam para o mar arranjar o sustento, tocadas por ausências longas e regressos distantes. Outros afirmam também que a influencia árabe está visível, principalmente em instrumentos e melodias por eles obtidas.
Independentemente das suas origens importa-nos aqui revelar os valores representativos dos tempos mais modernos. Com facilidade encontrará, fruto da nossa pesquisa permanente, muitos e bons intérpretes do nosso Fado.
A importância do nosso folclore é não menos importante para que fosse esquecido neste nosso site, desde os Grupos Folclóricos Tradicionais, aos Grupos de Musica Tradicional, e outros que praticam fusões baseadas nas nossas raízes identificando-se mais ou menos com a região onde estão inseridos. Abençoados os que ajudam a manter vivas tradições dos nossos antepassados. Do Portugal rural brotam sonoridades típicas muito ricas e palavras que os nossos filhos têm o direito de conhecer e o dever de preservar.
A nossa música tem neste site um local de divulgação, defesa e promoção. A música portuguesa nas suas mais variadas vertentes tem neste Portal espaço e visibilidade, seja de portugueses residentes em Portugal ou qualquer outro canto do mundo.
Este projecto, pretende promover a música portuguesa dos vários quadrantes. Do Fado ao folclore, da música tradicional à música moderna , muito há a conhecer, apesar de ser um mostruário de conteúdo crescente que terá cada vez mais música ao seu gosto e eventualmente muita que o seu gosto dispensa, mas com certeza respeita.
As rádios que mais promovem a música portuguesa são as nossas eleitas. Por outro lado, as rádios portuguesas que se esquecem de passar a nossa música correm o risco de ser esquecidas por nós portugueses.
Este site é um projecto dum amante da música portuguesa, que após vários anos ligado a rádios locais, à projectos de entretenimento musical, decide fazer aquilo que considera ser bom de fazer, adaptado cronológicamente ao momento e sociedade, ao amor que devia ser obrigatório ter por aquilo que é nosso. O consumo dos nossos valores, dos nossos saberes com a missão do crescimento e desenvolvimento desta grande área da nossa cultura, que se afirmará cada vez mais neste mundo global, multi cultural em que cada cultura tem direito ao seu espaço e o dever de cuidar dele.
Ninguém é obrigado a ouvir aquilo que não quer, mas gaita... somos portugueses, com muito orgulho. Ser português e não amar Portugal é pior que ser estrangeiro. A qualidade e o gosto musical são factores pessoais que, como tal, devem ser respeitados.
Aceitamos sempre sugestões, desde que sejam construtivas. Obrigado.

Fernando Graça - O Autor do projecto

Este Portal é sobre de Contactos artistas, festas, grupos musicais, organistas, teclistas, duos, trios, Musique portugaise, musica portuguesa, músicos, Portugal, arraial, romarias, portuguese music, espectáculos, marchas, bandas, pimba, orquestras, musicas, artista, festa, arraiais populares, espectáculos, musicais, popular, cantores, Conjuntos, ranchos, folclore
Fado e Fadistas Espectaculos: A Naifa | Adelaide Ferreira | Amor Electro | Cantora Ana | Ana Malhoa | Azeitonas | Bandalusa | Canário e Amigos | Carminho | Artista Clemente | David Antunes | Deolinda | Grupo Diapasão | IVASON | Cantigas na Eira | Artista Emanuel | Fernando Correia Marques | GNR | Grupo Raizes do Minho | Artista Herman José | Gisela João | Artista Jéssica | Joana | Joao Pedro Pais | José Malhoa | Mundo Novo | Marco Paulo | Nemanus | Paulo Gonzo | Quim Barreiros | Artista Ruth Marlene | Artista Suzy | Santamaria | Concertinas Tiago e Paulo | Tony Carreira | Artista Toy | Tayti | Ze Amaro Bailes: Anabela e as Top Girls | Axn | Duo Big Banda | Teclista BigJovem | Grupo Celtas | Duo ou Trio Mendes Musica | Organista e vocalista Fanan | Grupo Musical Gondomar Band | Banda IRA | Grupo Musical Jovisom | Conjunto Mundo Novo | Banda MDiba | Oriente - Grupos de Baile | PM Akordeonista | Banda Prata Latina | Banda Stop | Grupo Musical Toc & Foge | Banda Top 5 | Duo Musical Tomané | Vergilio Pereira Acordeonista | Banda PK7
POLITICA DE PRIVACIDADE
Directorio de Musica en Portugal
musica popular  Bandas de Baile -Portugal Artistas portugueses - Portugal